09:00

ABERTURA

3º Curso de Hematologia vocacionado para MGF com a colaboração do Centro Hospitalar do Porto  
e o Hospital de S. João.
Início do evento com as boas vindas do Dr. Joaquim Andrade.

09:45

Doenças hemato-oncológicas ... mas não tanto:  leucemia linfoide crónica e gamapatias na 3ª  idade.

A leucemia linfocítica crónica (CLL) é uma doença clonal da medula óssea, resultante da proliferação maligna de células linfóides maduras. A CLL é a leucemia mais frequente nos países ocidentais, sendo responsável por 1/3 dos casos de leucemias. 90% dos doentes têm mais de 50 anos de idade. A incidência é maior nos homens do que nas mulheres, numa relação de 2:1. A causa de CLL é desconhecida. Muitos doentes estão assintomáticos e são diagnosticados por acaso, durante a avaliação de um hemograma anormal ou de linfadenopatias palpáveis. A doença avançada caracteriza-se por fadiga severa, febre, equimoses cutâneas e perda de peso. A história natural da CLL é altamente variável. A sobrevivência está relacionada com o estádio evolutivo da doença. Como muitos doentes são idosos, e a doença segue um curso indolente, cerca de 30% dos doentes morrerão de outras doenças não relacionadas com CLL.

As Gamapatias Monoclonais (GM), discrasias dos plasmócitos ou paraproteinémias constituem um grupo heterogéneo de patologias do sistema hematopoiético que resultam da proliferação de um clone de células B produtoras de Imunoglobulinas (Ig), as células plasmáticas ou linfoplasmocitárias. Cursam com a produção de uma proteína monoclonal no soro e/ou na urina (componente M ou proteína de Bence-Jones), daí a designação de gamapatia monoclonal. As gamapatias monoclonais são mais prevalentes nos homens que nas mulheres, sendo o ratio masculino/feminino de 3:2. A prevalência de gamapatias monoclonais na população geral é de cerca de 1%, aumentando a sua incidência e prevalência com a idade: 1,7 a 4,0% nos indivíduos com mais de 50 anos, 5 a 5,3% na população com mais de 70 anos e 7,5% em indivíduos com idade superior a 85 anos, sugerindo um modelo de lesão cumulativa das células plasmáticas. O espectro clínico das GM é amplo e de prognóstico variável, podendo manifestar-se em 75% dos casos de forma subclínica. As gamapatias monoclonais podem ser divididas em três estádios, de acordo com o quadro clínico e o diagnóstico laboratorial: Gamapatia Monoclonal de Significado Indeterminado; Mieloma Múltiplo Assintomático e Mieloma Múltiplo.

10:45

Coffee Break

11:15

Doença de Gaucher.
Apresentador: A Definir

A doença de Gaucher é uma desordem genética causada pela deficiência da enzima glicocerebrosidase, responsável pela degradação dos glicolipídios, resultando no acúmulo secundário de glicocerebrosídeos dentro dos fagócitos do sistema monócito-macrófago. Atinge órgãos como fígado, baço, linfonodos, medula óssea, podendo também acometer o sistema nervoso central e os pulmões. A doença é, em geral, descoberta na infância, mas pode tornar-se evidente tanto na vida adulta como em idade muito precoce. Há predominância em judeus, sem diferença entre os sexos. Existem três subtipos clínicos, todos herdados com carácter autossómico recessivo. O tipo 1, ou tipo adulto, é o mais comum. Os tipos 2 e 3 ou, respectivamente, formas infantil e juvenil, são mais raros e cursam com comprometimento neurológico (formas neuronopáticas). A gravidade clínica em geral se relaciona com a quantidade residual da enzima.

12:15

Summing up

13:00

Almoço

14:00

Cirurgia bariátrica:  
consequências ... como vista do lado da Hematologia!
 

O tratamento cirúrgico da obesidade tem sido utilizado por décadas e um grande número de estudos clínicos tem demonstrado sucesso na manutenção e perda de peso. O aumento crescente no numero de cirurgias bariátricas realizadas em todo o mundo, intensificou a preocupação sobre os seus efeitos em longo prazo, principalmente em relação às alterações dietéticas e nutricionais decorrentes. Isto porque a base para esta redução e manutenção de peso é a restrição da ingestão alimentar e/ou má absorção de nutrientes, que pode proporcionar várias deficiências nutricionais, incluindo anemia, perda de massa óssea, desnutrição protéica, neuropatias periférica, danos visuais, encefalopatia de Wernicke e mal formação fetal.

15:00

Discussão de Posters selecionados

Período dedicado ao debate de pósteres submetidos e selecionados pelo júri.

16:00

Avaliação
(20 perguntas de escolha múltipla)

17:00

ENCERRAMENTO DO CURSO



 

Inscreva-se já neste fantástico curso!

Inscrições abertas. Custo de inscrição de €15.00!